É necessário fazer backup do Microsoft 365 e Google Workspace?

Voltar
É necessário fazer backup do Microsoft 365 e Google Workspace Rastek Soluções
Autor: Alexandre Bertolazi Categoria: Backup e Recuperação, Google Workspace, Microsoft 365 Comentários: 0

É necessário fazer backup do Microsoft 365 e Google Workspace?

A adoção de uma nuvem corporativa como Microsoft 365 ou Google Workspace representa um grande avanço para a gestão de TI das empresas em geral. Afinal, contar com uma solução de nuvem completa desenvolvida por duas gigantes da tecnologia traz uma boa dose de tranquilidade em termos de segurança. Mas aí vem a pergunta: é necessário fazer backup do Microsoft 365 e Google Workspace?

Rotinas de backup

Bom, a resposta curta para a pergunta acima é: sim, é necessário fazer backup do Microsoft 365 e Google Workspace. E por uma razão muito simples: backups são cópias de segurança, que nos permitem restaurar dados perdidos, corrompidos ou comprometidos.

Em termos simples, o backup nos permite dar um “ctrl+z”, “voltar” e “desfazer” algo que deu errado, eliminando a ação indesejada ao restaurar os sistemas a um momento anterior à execução da ação ou evento que gerou o comprometimento dos dados.

E é justamente por isso que é extremamente recomendável que as empresas contem com uma rotina de backups bem ajustada, onde são feitas cópias de segurança periódicas. Não importa se esta rotina é realizada de forma manual ou automatizada, o importante é que seja feita, tanto em servidores locais e armazenamento físico quanto nos ambientes online.

Estratégia de backup 3 2 1 0

“Só existem dois tipos de pessoas”, disse certa vez o fotógrafo Peter Krogh, “as que já tiveram problemas com perda de dados e as que ainda vão ter”, afirmou após perder o seu acervo de imagens construído ao longo de décadas de carreira. Ninguém está livre de problemas com armazenamento de dados, localmente ou em nuvem.

Uma forma de minimizar os riscos de perda de dados é a estratégia de backup 3 2 1 0, que consiste em:

3 – contar com três backups diferentes, dividindo-os entre dispositivos locais e nuvens distintas;

2 – manter cópias do backup em pelo menos dois destinos diferentes;

1 – ter pelo menos uma cópia fora do local físico da empresa (ou em outra nuvem secundária);

0 – zero chance de erros.

Esta estratégia é considerada uma das melhores práticas de backup indicadas para empresas de qualquer porte.

Backup do Microsoft 365 e Google Workspace

Por mais que ambas sejam plataformas provadas e aprovadas por empresas e usuários do mundo inteiro, elas não são invulneráveis. Por isso, mesmo que o Microsoft 365 e o Google Workspace sejam considerados espaços seguros e, em geral, livres de falhas de armazenamento, a cautela recomenda que também sejam feitos backups periódicos dos arquivos armazenados em nuvem.

Afinal, vale lembrar que o fator humano é sempre o elo mais fraco da corrente de segurança da informação, que pessoas cometem erros e que as técnicas de engenharia social aplicadas por hackers e ladrões de dados estão cada vez mais avançadas e efetivas.

Outro ponto que nos leva a recomendar um backup periódico dos arquivos armazenados em nuvem é o fator “jamais coloque todos os ovos na mesma cesta”.

Não importa quão seguras e confiáveis sejam as soluções entregues pela Microsoft e Google, uma rotina de backups bem ajustada e documentada é a maior garantia de todas.

Versionamento agrega segurança a documentos

Microsoft 365 e Google Workspace contam com a adoção de versionamento aos documentos. Esta é uma solução bastante comum em desenvolvimento de software, e consiste em identificar por números ou nomes de arquivo específicos cada nova versão gerada de um documento. Além disso, o versionamento ajuda a apontar com facilidade quais foram as alterações realizadas, quando, e por quem.

O versionamento funciona então como “uma espécie de backup”, embora nem de longe possa substituir a rotina de backups periódicos. O versionamento é um aliado da recuperação de arquivos, mas não resolve o problema todo sozinho.

Redundância de geolocalização de servidores

Acrescentando uma camada extra de garantia de acesso, tanto o Microsoft 365 quanto o Google Workspace contam com redundância de geolocalização de seus servidores. Desta forma, caso haja um problema em acessar o servidor da Região Sul, por exemplo, o sistema consegue acessar as versões mais recentes dos arquivos através dos servidores da região Sudeste ou Centro-Oeste, garantindo a disponibilidade das diferentes versões de cada arquivo, já que o armazenamento é “espelhado” em servidores diferentes.

No entanto, ainda assim é recomendável a realização de backups periódicos completos a fim de garantir que todos os dados armazenados na nuvem corporativa possam ser recuperados em caso de necessidade.

Backup como Serviço

A Rastek Soluções em TI oferece a opção de Backup como Serviço para servidores locais e ambientes em nuvem. Esta solução é personalizada de acordo com as necessidades de cada empresa e modelo de negócio, e compreende o planejamento, adoção, execução, homologação e documentação das rotinas periódicas de backup. Você pode testar o Backup como Serviço por 30 dias sem compromisso, com implementação gratuita.

Portanto, se você está em busca de um parceiro confiável e com larga experiência em rotinas de backup e recuperação de dados para empresas de qualquer porte,  basta preencher o formulário abaixo e aguardar o contato de nossa equipe de atendimento!

    Leia também

    Microsoft 365 ou Google Workspace: qual é o melhor para sua empresa?

    Compartilhar Post

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Voltar